Presidente da Federação Nacional do Livre Pensamento da França morre em Paris


Marc Blondel, militante do livre pensamento e sindicalista histórico francês, morre aos 75 anos.

A quantidade de homenagens prestadas a Marc Blondel são um termômetro para a importância deste francês para a história da liberdade em seu país e no mundo, tanto na incansável luta pelos direitos dos trabalhadores como na luta pela liberdade de pensamento.

Blondel era advogado e um reconhecido líder sindical. Foi secretário-geral da CGT-Força Operária de 1989 a 2004, quando foi escolhido como presidente da Federação Nacional do Livre Pensamento (FNLP), sendo fundador da Associação Internacional do Livre Pensamento (IAFT), em 2012.

Em 1995 foi um dos principais líderes da série de greves que mobilizaram os franceses contra o Plano Juppé. Tal plano previa o aumento da contribuição dos trabalhadores para a aposentadoria, além de limitar o gasto com saúde (incluindo licenças, hospitais e medicamentos). Milhares de pessoas foram às ruas em seis grandes manifestações que culminaram em um ato em 12 de dezembro com dois milhões de manifestantes.

Blondel ficou famoso exatamente pela defesa que fez da seguridade social para os trabalhadores franceses durante essas greves, chegando a ser considerado “o melhor político da França”.

Fica registrada a homenagem dos livres pensadores brasileiros a este, que foi e ainda é um exemplo de luta para todos nós.

Veja também:

Anúncios

Comente!

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s