20 mitos médicos e científicos

* David Robert Grimes

Assumindo que você não é um eremita sociopata com a capacidade social de um hamster lobotomizado, há uma boa chance de você ter tido alguma forma de envolvimento social em sua vida. Uma coisa ótima coisa sobre um bom encontro é uma boa conversa – às vezes, porém, você ouve algo que aciona um alarme distante. Isso é verdade? Eu preciso chegar isso. Claro que metade das vezes nós esquecemos e então talvez escutemos aquilo novamente, e de novo. Depois de um tempo nós assumimos tacitamente que aquilo é verdadeiro e o repetimos. Mas e se estiver errado, nós apenas perpetuamos as falsidades? O que se segue é uma lista sem nenhuma ordem particular de coisas que eu escutei em festas ou em algum estágio, de alguma forma, assumi implicitamente que tinha algum mérito. Cada uma delas é um suculento petisco de ciência, tecnologia ou medicina que se repete tanto que se integrou à nossa consciência coletiva. Eles tem uma coisa em comum – são todos, sem exceção, falsidades. Aqui está uma lista de 20 reivindicações que eu ouvi pelo menos uma vez no ano. Assim, em nenhuma ordem particular e sem rima ou razão real….

Continuar lendo

Golpe sufoca a pesquisa científica

Falta de recursos leva à perda de estudantes pesquisadores

Washington Alves *

O governo golpista vem contingenciando verbas para pesquisa e inovação cientifica no país. Seja indiretamente, ao abandonar os estados em situação difícil, ou diretamente, quando retém recursos das Universidades Federais e Fundos de Pesquisa Nacionais. Um caso é a UERJ, que respira por aparelhos sem pagar, até hoje, o décimo terceiro de seus funcionários.

Continuar lendo

Temer e o golpe contra a ciência

A revista de divulgação científica mais respeitada do mundo, a Nature, acaba de publicar um artigo onde destaca o horror da comunidade científica com a destruição total promovida pelo regime Temer.

Desde o momento em que sentou na cadeira presidencial, Temer promoveu uma política de terra arrasada com a pesquisa científica, a educação e a cultura brasileira. Fechou o Ministério da Ciência, Tecnologia e Inovação, fechou o Ministério da Cultura, aprovou reformas espúrias na educação, acabou com o Ciência Sem Fronteiras, está matando de inanição as Olimpíadas de Matemática, sinaliza a privatização da educação, encarece o financiamento estudantil… Os ataques são vários.

Na Nature o destaque está no corte de quase metade do orçamento de pesquisa científica promovida por esse regime de uma vez só (fora o que já tinha cortado antes), deixando a área com o pior orçamento em mais de uma década.

Veja a matéria da Nature:

Continuar lendo

O processo seletivo para o mestrado, doutorado e de bolsas são honestos?

* Cristiano Junta

Muito já conversei com colegas pós-graduandos de diversas universidades sobre a “honestidade”, ou se preferirem a “lisura”, dos processos de seleção para os cursos de mestrado e doutorado (e ordenamento para concessão de bolsas) nos programas de pós-graduação no Brasil.  Pululam em várias dessas conversas suspeitas sobre a lisura desses processos. Então, penso que cabe a pergunta: são honestos esses processos de seleção? Confira a discussão sobre essa questão perturbante, a partir de alguns fatos recentes, neste artigo.

Continuar lendo

7° Congresso Internacional da AILP

Paris, 21 a 24 de setembro de 2017

Carta-convite dos porta-vozes da Associação Internacional do Livre Pensamento

Senhoras e senhores,
Queridos amigos, queridos camaradas,

Temos o prazer de informar a você sobre o 7° Congresso da Associação Internacional do Livre Pensamento, que se realizará em Paris de 22 a 24 de setembro de 2017 em locais simbólicos: a Bourse du Travail1, a prefeitura do 10º Distrito de Paris e a Universidade de Paris. Ele será precedido por uma conferência internacional do Instituto para Pesquisa e Estudos do Livre Pensamento (IRELP) e de um ato público na praça Garibaldi.

Formulário de Registro para o Congresso em espanholfrancêsitaliano ou inglês.

Continuar lendo

100 anos do dia internacional da mulher trabalhadora

Hoje é o Dia Internacional da Mulher. Adotado pela ONU em 1977, a ideia de designar um dia para que todo o Planeta pense sobre a condição da mulher vem de uma longa tradição socialista. Foi proposto, originalmente, pela marxista alemã Clara Zetkin em 26 de agosto de 1910, durante a Segunda Conferência Internacional das Mulheres Socialistas, em Copenhague, na Dinamarca, como forma de unificar os vários atos promovidos pelos socialistas em todo o mundo no ano anterior.

A proposta de Zetkin foi aprovada e adotada por todos os partidos e agrupamentos socialistas, que passaram a comemorar o dia, mas sem uma data definida (geralmente no final de março, como lembrança da Comuna de Paris).

Continuar lendo

O nosso universo é o único?

Há mais que um universo?

Nesta rica palestra, o físico Brian Greene mostra como questões físicas ainda não respondidas, como a causa do Big Bang, levaram à teoria de que nosso universo não é único, mas apenas um de um vasto complexo de universos chamado de multiverso.

Continuar lendo