Bacon, Francis (1581-1626)

Francis BaconLorde Verulam & Visconde St. Alband. Famoso escritor da ciência.

Uma nota sobre as opiniões de Bacon pode ser útil, como seu ensaio Sobre o Ateísmo, que é citado por todos os escritores religiosos como se ele fosse o ortodoxo mais zeloso. Eles nunca mencionam que no ensaio seguinte, na coleção clássica dos “Ensaios de Bacon”, está o título Sobre a Superstição e, se não fosse pelo ensaio anterior, você ficaria tentado a pensar que Bacon era ateu. “Seria melhor”, disse ele, “não ter nenhuma de Deus, afinal essa opinião não é digna dele… E, como a injúria é maior em relação a Deus, por isso o perigo (de superstição) é maior em relação ao homem… O ateísmo nunca perturba Estados, e vemos que nas vezes em que se inclinaram ao ateísmo (como no tempo de César Augusto) eram tempos civis”.

Sem dúvida era teísta, embora provavelmente não muito, mas é útil lembrar que na Inglaterra Elizabetana, apesar do ceticismo da própria rainha, o ateísmo era uma crença perigosa de admitir.


« Azana, Manoel Bakunin, Mikhail »Índice

Um dicionário biográfico dos livres pensadores antigos, medievais e modernos – Joseph McCabe

Fonte: The Secular Web
Tradução, adaptação e notas: Maurício Sauerbronn de Moura

Anúncios

Comente!

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s