Averroes (1126-1198) ou (corretamente) Ibn Roshd

Averroes Um dos grandes Estudiosos Árabes da Idade Média.

O Arand tinha o costume pitoresco de escolher os mais sábios para cargos políticos elevados e ele foi governador de Sevilha por 20 anos, quando os fanáticos mouros o prenderam.

Os devotados espanhóis queimaram todos os seus trabalhos, mas Michael Scotus traduziu alguns deles para o latim para Frederico XI e, assim, ele teve uma grande dose de influência na Itália.

Ele praticamente ensinou filosofia a Thomas de Aquino e Dante (Canto IV) fala sobre o seu “grande comentário” sobre Aristóteles. Mas ele preferiu acreditar em uma vaga “Alma Mundial” panteísta ao deus (impessoal) de Aristóteles e mesmo isso pode ter sido um disfarce para o ateísmo, que, em sua época, o declínio da civilização árabe, seria perigoso de admitir.


« Avebury, Barão de Avicenna »Índice

Um dicionário biográfico dos livres pensadores antigos, medievais e modernos – Joseph McCabe

Fonte: The Secular Web
Tradução, adaptação e notas: Maurício Sauerbronn de Moura

Anúncios

Comente!

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s