Judeus sobreviventes do holocausto nazista condenam massacre de palestinos em Gaza e a cumplicidade dos EUA

Através de uma carta pública, mais de 300 judeus sobreviventes e descendentes de sobreviventes do holocausto nazista condenam as ações do governo de Israel contra os palestinos na Faixa de Gaza, a cumplicidade do governo dos Estados Unidos e fazem um chamado a um boicote acadêmico, cultural e econômico de Israel.

“Condenamos inequivocamente o massacre de palestinos em Gaza e a atual ocupação e colonização da Palestina Histórica”, afirmam na carta que foi publicada no site da Rede Internacional Judia Anti-Sionista (International Jewish Anti-Zionist Network). “Condenamos que os Estados Unidos provenham a Israel o financiamento para levar a cabo o ataque”, continuam.

Denunciam o uso fraudulento de seu sofrimento, suas histórias e biografias para promover a desumanização dos palestinos, tal como fez Elie Wiesel, prêmio Nobel da Paz de origem judaica, através de avisos publicados em grandes meios como o The Guardian, em que se acusam sem provas aos palestinos, especificamente o Hamas, de usar crianças como escudos humanos. Os avisos de Wiesel são para “justificar o injustificável: a determinação de Israel em destruir Gaza e o assassinato de cerca de 2 mil palestinos, incluindo centenas de crianças”, afirmam.

Por último, solicitam donativos para publicar a carta no New York Times, com o fim de que tenha mais difusão.

A íntegra da carta:

Como sobreviventes judeus e descendentes de sobreviventes do genocídio nazista, condenamos inequivocamente o massacre de palestinos em Gaza e a atual ocupação e a colonização da Palestina Histórica. Condenamos que os Estados Unidos provenham a Israel o financiamento para levar a cabo o ataque e aos estados ocidentais de maneira mais geral, pelo uso de sua força diplomática para proteger a Israel de ser condenada. O genocídio começa com o silencia do mundo.

Estamos alarmados pela extrema desumanização racista dos palestinos na sociedade israelense, que alcança um pico. Em Israel, os políticos e comentaristas no The Times de Israel e The Jerusalem Post tem pedido abertamente o genocídio de palestinos, e israelenses de direita estão adotando a insígnia neonazista.

Ademais, estamos enojados e indignados pelo abuso de Elie Wiesel de nossa história nessas páginas para promover falsidades utilizadas para justificar o injustificável: a determinação de Israel de destruir Gaza e o assassinato de cerca de 2 mil palestinos, incluindo centenas de crianças. Nada pode justificar o bombardeio dos abrigos da ONU, casas, hospitais e universidades. Nada pode justificar que se prive as pessoas de eletricidade e água.

Devemos elevar nossas vozes coletivamente e usar nosso poder coletivo para por fim a todas as formas de racismo, incluindo o genocídio em curso do povo palestino. Pedimos que se ponha fim de imediato ao cerco e bloqueio a Gaza. Fazemos um chamamento ao boicote econômico, cultural e acadêmico de Israel. O “Nunca mais” deve significar “Nunca mais para ninguém!”

Assinam:

Sobreviventes:

  • Hajo Meyer, sobrevivente de Auschwitz, Holanda.
  • Henri Wajnblum, sobrevivente e filho de uma vítima de Auschwitz de Lodz, Polônia. Vive na Bélgica.
  • Renate Bridenthal, criança refugiada de Hitler, neta de vítimas de Auschwitz. EUA.
  • Marianka Ehrlich Ross, sobrevivente da limpeza ética nazista em Vienna, Áustria. Agora vive nos EUA.
  • Irena Klepfisz, criança sobrevivente do Gueto de Warsaw, Polônia. Agora vive nos EUA.
  • Hedy Epstein, seus pais e outros membros da família foram deportados para o Campo de Gurs e subsequentemente todos pereceram em Auschwitz. Agora vive nos EUA.
  • Lillian Rosengarten, sobrevivente do Holocausto Nazista. EUA.
  • Suzanne Weiss, sobreviveu escondida na França. Sua mãe foi assassinada em Auschwitz. Agora vive no Canadá.
  • H. Richard Leuchtag, sobrevivente . EUA.
  • Ervin Somogyi, sobrevivente e filho de sobreviventes. EUA.
  • Ilse Hadda, sobrevivente do Kindertransport para a Inglaterra. Agora vive nos EUA.
  • Jacques Glaser, sobrevivente , França.
  • Norbert Hirschhorn, refugiado do genocídio nazista e neto de três mortos em Shoah, Londres.
  • Eva Naylor, sobrevivente, Nova Zelândia.
  • Suzanne Ross, criança refugiada da ocupação nazista da Bélgica, dois terços da família pereceram no Gueto de Lodz, em Auschwitz e outros campos. EUA.
  • Bernard Swierszcz, sobrevivente polonês, perdeu os parentes no campo de concentração Majdanek. Agora vive nos EUA.
  • Joseph Klinkov, criança que se escondeu na Polônia. Ainda mora na Polônia.
  • Nicole Milner, sobrevivente da Bélgica. Agora vive nos EUA.
  • Hedi Saraf, criança sobrevivente e filha de sobreviventes de Dachau. EUA.
  • Michael Rice, criança sobrevivente, filho e neto de sobreviventes, tio e primo assassinados, todas as 14 crianças judias restantes em seu colégio na Holanda foram assassinados em campos de concentração. EUA.
  • Barbara Roose, sobrevivente da Alemanha, meia irmã foi assassinada em Auschwitz. EUA.
  • Sonia Herzbrun, sobrevivente do genocídio nazista, França.
  • Ivan Huber, sobrevivente com os pais, mas 3 dos 4 avós foram assassinados. EUA.
  • Altman Janina, sobrevivente do campo de concentração Janowski, Lvov. Vive em Israel.
  • Leibu Strul Zalman, sobrevivente de Vaslui Romênia. Vivem em Jerusalém, Palestina.
  • Miriam Almeleh, sobrevivente. EUA.
  • George Bartenieff, criança sobrevivente da Alemanha e filho de sobreviventes. EUA.
  • Margarete Liebstaedter, sobrevivente, foi escondida por cristãos na Holanda. Vive na Bélgica.
  • Edith Bell, sobrevivente de Westerbork, Theresienstadt, Auschwitz e Kurzbach. Vive nos EUA.
  • Janine Euvrard, sobrevivente, França.
  • Harry Halbreich, sobrevivente, Alemanha.
  • Ruth Kupferschmidt, sobrevivente, passou cinco anos escondido. Holanda.
  • Annette Herskovits, PhD, criança escondida e filha de vítimas. EUA.
  • Felicia & Moshe Langer, sobreviventes da Alemanha, Moshe sobreviveu a cinco campos de concentração, os membros da família foram exterminados. Vive na Alemanha
  • Adam Policzer, criança escondida na Hungria. Agora vive no Canadá
  • Juliane Biro, sobrevivente pelo Kindertransport  para a England, filha de sobreviventes e sobrinha de vítimas. EUA.
  • Edith Rubinstein, criança refugiada, neta de três vítimas, vários outros parentes foram vítimas. Bélgica.
  • Jacques Bude, sobrevivente, mãe e pai assassinados em Auschwitz, Bélgica.
  • Nicole Kahn, sobrevivente, França.

Filhos de sobreviventes:

  • Liliana Kaczerginski, filha de lutadores da resistência do Gueto de Vilna e neta de assassinados em Ponary, Lituânia. Agora vive na França.
  •  Jean-Claude Meyer, filho de Marcel, baleado como refém dos nazistas, sua irmã e pais mortos em  Auschwitz. Agora vive na França.
  • Chava Finkler, filha de sobreviventes do campo de trabalho de Starachovic, Polônia. Agora vive no Canadá.
  • Micah Bazant, filho de um sobrevivente do genocídio nazista. EUA.
  • Sylvia Schwarz, filha e neta de sobreviventes e neta de vítimas do genocídio nazista. EUA.
  • Margot Goldstein, filha e neta de sobreviventes do genocídio nazista. EUA.
  • Ellen Schwarz Wasfi, filha de sobreviventes de Viena, Áustria. Agora vive nos EUA.
  • Lisa Kosowski, filha de sobreviventes e neta de vítimas Auschwitz. EUA.
  • Daniel Strum, filho de um refugiado de Vienna que, com seus parentes, foram forçados a fugir em 1939, seus avós maternos foram perdidos. EUA.
  • Bruce Ballin, filho de sobreviventes, alguns de seus parentes morrerram nos campos, um de seus parentes foi decapitado por Grupo de Resistência Baum. EUA.
  • Rachel Duell, filha de sobreviventes da Alemanha e Polônia. EUA.
  • Tom Mayer, filho de sobrevivente e neto de vítimas. EUA.
  • Alex Nissen, filha de sobreviventes que escaparam masm perderam a família no Holocausto. EUA.
  • Mark Aleshnick, filho de sobrevivente que perdeu a maioiria da família no genocídio nazista. EUA.
  • Prof. Haim Bresheeth, filho de dois sobreviventes de Auschwitz e Bergen Belsen. Londres.
  • Todd Michael Edelman, filho e neto de sobrevivntes e bisneto de vítimas do genocídio nazista na Hungria, Romênia e Eslováquia. EUA.
  • Tim Naylor, filho de sobrevivente, Nova Zelândia.
  • Victor Nepomnyashchy, filho e neto de sobreviventes e neto e parente de várias vítimas. EUA.
  • Tanya Ury, filha de fugitivos da Alemanha Nazist. Neta, bisneta e sobrinha de sobreviventes e mortos em campos de concentração. Alemanha.
  • Rachel Giora, filha de judeus fugitivos da Polônia. Israel.
  • Jane Hirschmann, filha de sobreviventes. EUA.
  • Jenny Heinz, filha de sobrevivente. EUA.
  • Jaap Hamburger, filho de sobreviventes e neto de quatro assassinados em Auschwitz, Holanda.
  • Elsa Auerbach, filha de judeus refugiados da Alemanha Nazista. EUA.
  • Julian Clegg, filho e neto de refugiados da Áustria, parentes da Áustria e Hungria vitimaods em campos de concentração. Taiwan.
  • David Mizner, filho de um sobrevivente, parente de mortos no Holocausto. EUA.
  • Jeffrey J. Westcott, filho e neto de sobreviventes do Holocausto da Alemanha. EUA.
  • Susan K. Jacoby, filha de refugiados da Alemanha Nazista, neta de Buchenwald. EUA.
  • Audrey Bomse, filha de um sobrevivente da limpeza étnica nazista em Viena. Vive nos EUA.
  • Daniel Gottschalk, filho e neto de refugiados do Holocausto, parente de vários mortos no Holocausto. EUA.
  • Barbara Grossman, filha de sobreviventes, neta de vítimas doHolocausto. EUA.
  • Abraham Weizfeld, PhD, filho de sobreviventes que escaparam dos guetos de Warsaw e Lublin. Canadá.
  • David Rohrlich, filho de refugiados de Viena, neto de vítimas. EUA.
  • Walter Ballin, filho de sobreviventes do Holocausto. EUA.
  • Fritzi Ross, filha de sobrevivente, neta de sobrevivente de Dachau.
  • Hugo Rosenbaum, bisneta e sobrinha neta de vítimas. EUA.
  • Reuben Roth, filho de sobreviventes que fugiram da Polônia em 1939. Canadá.
  • Tony Iltis, pais fugiu da Checoslováquia e avó foi morta em Auschwitz. Australia.
  • Anne Hudes, filha e neta de sobreviventes de Viena, Áutria. Bisneta de vítimas que pereceram em Auschwitz. EUA.
  • Mateo Nube, filho de sobrevivente de Berlim, Alemanha. EUA.
  • John Mifsud, filho de sobreviventes de Malta. EUA.
  • Mike Okrent, filho de dois sobreviventes de campos de concentração. EUA.
  • Susan Bailey, filha de sobrevivente e sobrinha de vítimas. Grã Bretanha.
  • Brenda Lewis,  sobrevivente doKindertransport, família dos pais morreram em Auschwitz e Terezin. Vive no Canadá.
  • Patricia Rincon-Mautner, filha de sobrevivente e neta de sobrevivente, Colômbia.
  • Barak Michèle, vilha e neta de um sobrevivente. Vários membros da família mortos em  Auschwitz ou Bessarabia. Vive na Alemanha.
  • Jessica Blatt, filha de crianças refugiados. A família inteira de ambos os avós foram mortos da Polônia. Vive nos EUA.
  • Maia Ettinger, filha e neta de sobreviventes. EUA.
  • Ammiel Alcalay, filho de sobreviventes da Yugoslavia. Vive nos EUA.
  • Julie Deborah Kosowski, filha de crianças que se esconderam para sobreviver. Avós não retornaram de Auschwitz. EUA.
  • Julia Shpirt, filha de sobrevivente. EUA.
  • Ruben Rosenberg Colorni, neto e filho de sobreviventes. Holanda.
  • Victor Ginsburgh, filho de sobreviventes. Bélgica.
  • Arianne Sved, filha de um sobrevivente e neta de vítimas. Espanha.
  • Rolf Verleger, filho de sobreviventes, pai sobreviveu a Auschwitz, mãe sobreviveu à deportação de Berlim para a Estônia. O resto da família não sobreviveu. Vive na Alemanha.
  • Euvrard Janine, filha de sobreviventes. França.
  • H. Fleishon, filha de sobreviventes. EUA.
  • Barbara Meyer, filha de sobrevivente dos campos de concentração da Polônia. Vive na Itália.
  • Susan Heuman, filha de sobreviventes e neta de dois assassinados em uma floresta em Minsk. Vive nos EUA.
  • Rami Heled, filho de sobreviventes, todos os avós e família assassinados pelos alemães em Treblinka, Auschwitz e Rússia. Vive em Israel.
  • Eitan Altman, filho de sobrevivente. França.
  • Jorge Sved, filho de sobrevivente e neto de vítima. Reino Unido.
  • Maria Kruczkowska, filha de Lea Horowicz que sobreviveu ao holocausto na Polônia. Ive na Polônia.
  • Sarah Lanzman, filha de sobrevivente de  Auschwitz. EUA.
  • Cheryl W, filha, neta e sobrinha sobreviventes, avô era membro da Resistência Holandesa. Vive na Austrália.
  • Chris Holmquist, filho de sobrevivente. Reino Unido.
  • Beverly Stuart, filha e neta de sobreviventes da Romênia e Polônia. Vive nos EUA.
  • Peter Truskier, filho e neto de sobreviventes. EUA.
  • Karen Bermann, filha de uma criança refugiada de Viena. Vive nos EUA.
  • Rebecca Weston, filha e enta de sobrevivente. Espanha.
  • Prof. Yosefa Loshitzky, filha de sobreviventes do Holocausto. Londres, Reino Unido.
  • Marion Geller, filha e neta de pessoas que escaparam. Bisneta e parente de vários mortos nos campos. Reino Unido.
  • Susan Slyomovics, filha e neta de sobreviventes de  Auschwitz, Plaszow, Markleeberg e Gueto Mateszalka. EUA.
  • Helga Fischer Mankovitz, filha, sobrinha e prima de refugiados da Áustria, sobrinha de vítima. Canadá.
  • Michael Wischnia, filho de sobreviventes e parente de vários mortos. EUA.
  • Arthur Graaff, filho de membro da Resistência Holandesa e vítima do nazismo. Holanda.
  • Yael Kahn, filha de sobreviventes que escaparam da Alemanha Nazista. Vários parentes pereceram. Reino Unido.
  • Pierre Stambul, filho de lutadores da Resistência Francesa. Pai deportado para Buchenwalk e avós desaparecidos em Bessarabia. França.
  • Georges Gumpel, filho de deportados que morreram em Melk, Áustria (subcampo de Mauthausen). França.
  • Emma Kronberg, filha de sobrevivente do Buchenwald. EUA.
  • Hannah Schwarzschild, filha de um refugiado que escopou da Alemanha Nazista depois do Kristallnacht. EUA.
  • Rubin Kantorovich, filho de um sobrevivente. Canadá.
  • Daniele Armaleo, filho de refugiados alemães. Avós pereceram em Theresienstadt. EUA.
  • Aminda Stern Baird, filha de sobrevivente. EUA.
  • Ana Policzer, filha de uma criança escondida. Neta de vítima. Sobrinha de quatro vítimas e dois sobreviventes. Canadá.
  • Sara Castaldo, filha de sobreviventes. EUA.
  • Pablo Policzer, filho de um sobrevivente. Canadá.
  • Gail Nestel, filha de sobreviventes que perderam irmãos, irmães, pais e primos. Canadá.
  • Elizabeth Heineman, filha e sobrinha de crianças refugiadas, neta de sobreviventes, bisneta e sobrinha-neta de vítimas. EUA.
  • Lainie Magidsohn, filha de criança sobrevivente e vários outros parentes de Czestochowa, Polônia. Vive no Canadá.
  • Doris Gelbman, filha e neta de sobreviventes, neta e sobrinha de vários mortos. EUA.
  • Erna Lund, filha de sobrevivente. Noruega.
  • Rayah Feldman, filha de refugiados, neta e sobrinha de vítimas s e sobreviventes. Reino Unido.
  • Hadas Rivera-Weiss, filha de sobreviventes da Hungria, mãe Ruchel Weiss née Abramovich e pai Shaya Weiss. EUA.
  • Pedro Tabensky, filho de sobrevivente do Gueto de Budapeste. África do Sul.
  • Allan Kolski Horwitz, filho de um sobrevivente. Decendente de muitas, muitas vítimas. África do Sul.
  • Monique Mojica, filha de sobrevivente, parente de várias vítimas assassinadas em Auschwitz. Canadá.
  • Mike Brecher, sfilho de um sobrevivente do Kindertransport e neto de dois que não sobreviveram. UK.

Netos de sobreviventes

  • Raphael Cohen, neto de sobreviventes judeus do genocídio nazista. EUA.
  • Emma Rubin, neta de um sobrevivente do genocídio nazista. EUA.
  • Alex Safron, neto de um sobrevivente do genocídio nazista. EUA.
  • Danielle Feris, neta de uma polonesa que teve a família inteira morta no Holocausto Nazisa. EUA.
  • Jesse Strauss, neto de sobreviventes poloneses do genocídio nazista. EUA.
  • Anna Baltzer, neta de sobreviventes cujos familiares pereceram em Auschwitz (outros foram membros da Resistência Belga). EUA.
  • Abigail Harms, neta de sobrevivente da Áustria. Vive nos EUA.
  • Tessa Strauss, neta de judeus poloneses sobreviventes  do genocídio nazista. EUA.
  • Caroline Picker, neta de sobreviventes do genocídio nazista. EUA.
  • Amalle Dublon, neta e bisneta de sobreviventes do Holocausto Nazista. EUA.
  • Antonie Kaufmann Churg, prima de Ann Frank e e neta de não sobreviventes. EUA.
  • Aliza Shvarts, neta de sobreviventes. EUA.
  • Linda Mamoun, neta de sobreviventes. EUA.
  • Abby Okrent, neta de sobreviventes de Auschwitz, Dachau, Stuttgart e do Geto Lodz. EUA.
  • Ted Auerbach, neto de sobrevivente cuja família morreu no Holocausto. EUA.
  • Beth Bruch, neta de judeus alemães que fugiram para os EUA e bisneta de sobrevivente do Holocausto nazista. EUA.
  • Bob Wilson, neto de um sobrevivente. EUA.
  • Katharine Wallerstein, neta de sobreviventes e parente de vários mortos. EUA.
  • Sylvia Finzi, neta e sobrinha de vítimas assassinadas em Auschwitz, Londres e Berlim. Vive em Londres.
  • Esteban Schmelz, neto de vítima do KZ-Theresienstadt. Cidade do México.
  • Françoise Basch, neta de Victor e Ilona Basch, assassinados pela Gestapo. França.
  • Gabriel Alkon, neto de sobreviventes. EUA.
  • Nirit Ben-Ari, neta de poloneses cuja família de ambos os lados foi assassinada no Holocausto. EUA.
  • Heike Schotten, neta de refugiados da Alemanha Nazista que escaparam do genocídio. EUA.
  • Ike af Carlstèn, neto de sobrevivente. Noruega.
  • Elias Lazarus, neto de refugiados do Holocausto de Dresden, EUA e Australia.
  • Laura Mandelberg, neta de sobreviventes. EUA.
  • Josh Ruebner, neto de sobreviventes. EUA.
  • Shirley Feldman, neta de sobreviventes. EUA.
  • Nuno Cesar Ferreira, neto de sobrevivente. Brasil.
  • Andrea Land, neta de sobreviventes que fugiram da Polônia. Todos os parentes europeus morreram nos campos de concentração da Alemanha e Polônia. EUA.
  • Sarah Goldman, neta de sobreviventes do genocídio nazista. EUA.
  • Baruch Wolski, neto de sobreviventes. Áustria.
  • Frank Amahran, neto de sobrevivente. EUA.
  • Eve Spangler, neta de não sobreviventes do Holocausto. EUA.
  • Gil Medovoy, neta de Fela Hornstein que perdeu a família inteira na Polônia durante o genocídio nazista. EUA.
  • Michael Hoffman, neto de sobreviventes, o resto da família foi assassinada na Polônia durante o Holocausto. Vive em El Salvador.
  • Sarah Hogarth, neta de um sobrevivente cuja família inteira foi assassinada em Auschwitz. EUA.
  • Tibby Brooks, neta, sobrinha, e prima de vítimas dos nazistas na Ucrânia. Vive nos EUA.
  • Dan Berger, neto de sobrevivente. EUA.
  • Dani Baurer, neta de Baruch Pollack, sobrevivente de Auschwitz. Vive nos EUA.
  • Talia Baurer, neta de um  sobrevivente. EUA.
  • Evan Cofsky, neto de sobrevivente. Reino Unido.
  • Annie Sicherman, neta de sobreviventes. EUA.
  • Anna Heyman, neta de sobreviventes. Reino Unido.
  • Maya Ober, neta de sobrevivente e parente  de falecidos em Teresienstadt e Auschwitz. Tel Aviv.
  • Anne Haan, neta de Joseph Slagter, sobrevivente de Auschwitz. Vive na Holanda.
  • Oliver Ginsberg, neto de vítima. Alemanha.
  • Alexia Zdral, neta de sobreviventes poloneses. EUA.
  • Mitchel Bollag, neto de Stanislaus Eisner, que viveu na Checoslováquia antes de ser enviado a um campo de concentração. EUA.
  • Vivienne Porzsolt, neta de vítimas do genocídio nazista. Australia.
  • Lisa Nessan, neta de sobreviventes. EUA.
  • Kally Alexandrou, neta de sobreviventes, Australia.
  • Laura Ostrow, neta de sobreviventes, EUA
  • Anette Jacobson, neta de assassiados na cidade def Kamen Kashirsk, Polônia. Vive nos EUA.
  • Tamar Yaron (Teresa Werner), neta e sobrinha de vítimas do genocídio nazista na Polônia. Israel.
  • Antonio Roman-Alcalá, neto de sobrevivente. EUA.
  • Jeremy Luban, neto de sobrevivente. EUA.
  • Heather West, neta de sobreviventes e parente de outras vítimas. EUA.
  • Jeff Ethan Au Green, neto de sobrevivente que escaparam de um campo de trabalho nazista e se esconderam na floresta da Polônia e Ucrânia. EUA.
  • Johanna Haan, filha e neta de vítimas na Holanda. Vive na Holanda.
  • Aron Ben Miriam, filho e sobrinho de sobreviventes de Auschwitz, Bergen-Belsen, Salzwedel e Gueto Lodz. Vive nos EUA.
  • Noa Shaindlinger, neta de quatrot sobreviventes. Canadá.
  • Merilyn Moos, neta, prima e  sobrinha de vítimas assassinadas. Reino Unido.
  • Ruth Tenne, neta e parente de mortos no Gueto de Varsóvia. Londres.
  • Craig Berman, neto de sobreviventes. Reino Unido.
  • Nell Hirschmann-Levy, neta de sobreviventes da Alemanha. Vive nos EUA.
  • Osha Neumann, neto de Gertrud Neumann, que morreu em Theresienstadt. Vive nos EUA.
  • Georg Frankl, neto do sobrevivente Ernst-Immo Frankl que sobreviveu a um campo de trabalho da Alemanha. Vive na Alemanha.
  • Julian Drix, neto de dois sobreviventes da Polônia, que escaparam do campo de concentração Janowska em Lwow, Polônia. Vive nos EUA.
  • Katrina Mayer, neto e parente de vítimas. Reino Unido.
  • Avigail Abarbanel, neta de sobreviventes. Escócia.
  • Denni Turp, neta de Michael Prooth, sobrevivente. Reino Unido.
  • Fenya Fischler, neta de sobreviventes. Reino Unido.
  • Yakira Teitel, neta de refugiados judeus alemães. Bisneta de sobrevivente. EUA.
  • Sarah, neta de sobrevivente. Holanda.
  • Susan Koppelman, neta de sobrevivente. EUA
  • Hana Umeda, neta de sobrevivente, Warsaw.
  • Jordan Silverstein, neto  de dois  sobreviventes. Canadá.
  • Daniela Petuchowski, neta de sobreviventes. EUA.
  • Aaron Lerner, neto de sobreviventes. EUA.
  • Judith Bernstein, neta de vítimas de Auschwitz. Alemanha.
  • Samantha Wischnia, neta e sobrinha-neta de sobreviventes da Polônia. EUA.
  • Elizabeth Wischnia, neta e sobrinha-neta de três sobreviventes. Tio avô trabalhou para Schindler. EUA.
  • Daniel Waterman, neto de sobrevivente. Holanda.
  • Elana Baurer, neta de sobrevivente. EUA.
  • Pablo Roman-Alcala, neto de criança do kindertransport e sobrevivente. Alemanha.
  • Karine Abdel Malek, neto do sobrevivente sobrevivente Henri Waisman. Marrocos.
  • Elana Baurer, neta de sobrevivente. EUA.
  • Lillian Brown, neta de sobrevivente. EUA.
  • Devin Cahn, neto de sobreviventes. EUA.
  • Daniel Lévyne, neto  de deportado. França.
  • Emilie Ferreira, neta de sobreviventes. Suíça.
  • Chaim Neslen, neta de várias vítimas e amiga de vários sobreviventes. Reino Unido.
  • Ann Jungmann, neta de três vítimas. Reino Unido.
  • Ellie Schling, neta de um sobrevivente. Reino Unido.
  • Danny Katch, neto de sobreviventes. EUA.
  • Elisa Levi, neta de três sobreviventes. EUA.
  • Karen Pomer, neta de membro da reistência holandesa e sobrevivente de Bergen Belsen. Agora vive nos EUA.
  • Gilda Mitchell Katz, neta de sobreviventes, tio e tia assassinados em  Dombrova. Canadá.
  • Smadar Carmon, avós e tio assassinados nos campos. Canadá.
  • Dana Newfield, neta de sobrevivente e parente de várias vítimas. EUA.
  • Ilana Guslits, neta de dois sobreviventes poloneses. Canadá.
  • Gerald Coles-Kolsky, neto de vítimas na Polônia e França. EUA.
  • Lesley Swain, neta e prima de sobreviventes. Reino Unido.
  • Myera Waese, neta de sobreviventes de Bergen Belsen. Canadá.
  • Ronni Seidman, neto de sobreviventes. EUA.
  • Mike Shatzkin, neto de sobreviventes, alguns familiares foram assassinados e outros morreram na revolta do Gueto de Varsóvia. EUA.
  • Nance Shatzkin, neta de sobreviventes, alguns familiares foram assassinados e outros morreram na revolta do Gueto de Varsóvia. EUA.
  • Karen Shatzkin, neta de sobreviventes, alguns familiares foram assassinados e outros morreram na revolta do Gueto de Varsóvia. EUA.
  • Myriam Burger, neta de sobrevivente. EUA.
  • Andre Burger, neto da sobrevivente Myriam Cohn, bisneto de Sylvia Cohn e sobrinho-neto de Esther Lore Cohn, todos assassinados em Auschwitz. EUA.

Bisnetos de sobreviventes

  • Natalie Rothman, bisneta de vítimas do Holocausto em Varsóvia. Agora vive no Canadá.
  • Yotam Amit, bisneto de judeus que fugiram da Polônia. EUA.
  • Daniel Boyarin, bisneto de vítimas do genocídio nazista. EUA.
  • Maria Luban, bisneta de sobreviventes do Holocausto. EUA.
  • Mimi Erlich, bisneta de vítimas do Holocausto. EUA.
  • Olivia Kraus, bisneta de vítimas, neta e filha de uma família que fugiu da Áustria e Checoslováquia. Vive nos EUA.
  • Emily (Chisefsky) Alma, bisneta e sobrinha neta de vítimas de Bialystok, Polônia. EUA.
  • Inbal Amin, bisneta de  uma mãe que escapou com seu filho da miséria. EUA.
  • Matteo Luban, bisneta de sobreviventes. EUA.
  • Saira Weiner, bisneta  e sobrinha de assassinados no Holocausto, neta de sobreviventes. Reino Unido.
  • Andrea Isaak, bisneta de sobrevivente. Canadá.
  • Alan Lott, bisneto de um grande número de parentes perdidos. EUA.
  • Sara Wines, bisneta de um sobrevivente e tataraneta de vítimas. EUA.

Outros parentes de sobreviventes

  • Terri Ginsberg, sobrinha de um sobrevivente do genocídio nazista. EUA.
  • Nathan Pollack, parente de sobreviventes e vítimas do Holocausto. EUA.
  • Marcy Winograd, parente e vítimas. EUA.
  • Rabbi Borukh Goldberg, parente de várias vítimas. EUA.
  • Martin Davidson, sobrinho neto de vítimas que viviam na Holanda. Espanha.
  •  Miriam Pickens, parente de sobreviventes. EUA.
  • Dorothy Werner, esposa de sobrevivente. EUA.
  • Hyman e Hazel Rochman, parentes de vítimas do Holocausto. EUA.
  • Rich Siegel, sobrinho de vítimas que foram presos e baleados na praça de Czestochowa, Polônia. Vive nos EUA.
  • Ignacio Israel Cruz-Lara, parente de sobrevivente. México.
  • Debra Stuckgold, parente de sobreviventes. EUA.
  • Joel Kovel, parentes mortos em Babi Yar. EUA.
  • Carol Krauthamer Smith, sobrinha de  sobreviventes do genocídio nazista. EUA.
  • Chandra Ahuva Hauptman, parentes da família do avô morreram no Gueto Lodz, um primo sobrevivente e vários falecidos em Auschwitz. EUA.
  • Shelly Weiss, parente de vítimas do Holocausto. EUA.
  • Carol Sanders, sobrinha e prima de vítimas do Holocausto na Polônia. EUA.
  • Sandra Rosen, sobrinha-neta e prima de sobreviventes. EUA.
  • Raquel Hiller, parente de vítimas na Polônia. Agora vive no México.
  • Alex Kantrowitz, a maioria da família do pai foi assassinada em Nesvizh, Bielorrússia, em 1941. Vive nos EUA.
  • Michael Steven Smith, vários parentes foram mortos na Hungria. Vive nos EUA.
  • Linda Moore, parente de sobreviventes e vítimas. EUA.
  • Juliet VanEenwyk, sobrinha e prima de sobreviventes húngaros. EUA.
  • Anya Achtenberg, sobrinha-neta, sobrinha e prima de vítimas torturadas e assassinadas na Ucrânia. Vive nos EUA.
  • Betsy Wolf-Graves, seu tio avô atirou em si mesmo na iminência de ser preso pelos nazistas. EUA.
  • Abecassis Pierre, tio avô morreu em um campo de concentração. França.
  • Robert Rosenthal, sobrinho-neto e primo de sobreviventes da Polônia. Vive nos EUA.
  • Régine Bohar, parente de vítimas enviadas a Auschwitz. Canadá.
  • Denise Rickles, parente de sobreviventes e vítimas na Polônia. Vive nos EUA.
  • Louis Hirsch, parente de vítima. EUA.
  • Concepción Marcos, parente de vítima. Espanha.
  • George Sved, parente de vítima. Espanha.
  • Judith Berlowitz, parente de vítimas e sobreviventes. EUA.
  • Rebecca Sturgeon, descendente de sobrevivente do Holocausto de Amsterdã. Vive no Reino Unido.
  • Justin Levy, parente de vítimas e sobrevivente. Irlanda.
  • Sam Semoff, parente de sobreviventes e vítimas. Reino Unido.
  • Leah Brown Klein, nora dos sobreviventes Miki e Etu Fixler Klein, EUA
  • Karen Malpede, esposa de uma criança escondida que fugio da Alemanha. Vive nos EUA.
  • Michel Euvrard, marido de sobrevivente. França.
  • Walter Ebmeyer, sobrinho neto de três vítimas de Auschwitz e um sobrevivente que agora vive em  Jerusalém. EUA.
  • Garrett Wright, parente de vítimas e sobreviventes. EUA.
  • Lynne Lopez-Salzedo, descendente de três vítimas de Auschwitz. EUA.
  • Renee Leavy, 86 vítimas na família de sua mãe. EUA.
  • Steven Kohn, 182 vítimas nas famílias de seus avós. EUA.
  • Dorah Rosen Shuey, parente de várias vítimas e quatro sobreviventes. EUA.
  • Carol Lipton, prima de sobreviventes. EUA.
  • Catherine Bruckner, descendente de judeus tchecos vítimas do holocausto. Reino Unido.
  • Susan Rae Goldstein, carrega o nome da tia avó Rose Frankel, da Polônia, assassinada com vários membros da família. Canadá.
  • Jordan Elgrably, sobrinho de Marcelle Elgrably, assassomada em Auschwitz. EUA.
  • Olivia M Hudis, parente de vítimas de Auschwitz. EUA.
  • Peter Finkelstein, parente de vítimas e sobreviventes, Alemanha.
  • Colin Merrin, descendente  de vítimas judias da Polônia e Bielorrússia. Reino Unido.
Fontes: El Ciudadano e Global Research
Tradução: Maurício Sauerbronn de Moura

Um pensamento sobre “Judeus sobreviventes do holocausto nazista condenam massacre de palestinos em Gaza e a cumplicidade dos EUA

  1. BRAVO!!!! Fico emocionada vendo pessoas nessa idade, depois de tudo que passaram, terem força e coragem de saírem de suas casa para lutar pelos mais fracos.Parabéns. Ainda ontem soube da prisão de uma senhora de 90 anos, sobrevivente do holocausto, na manifestação contra a morte do rapaz negro nos USA. Esses são exemplos que nos fazem seguir….

    Curtir

Deixe uma resposta para regina lian Cancelar resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Saiba como seus dados em comentários são processados.