Judeus sobreviventes do holocausto nazista condenam massacre de palestinos em Gaza e a cumplicidade dos EUA

Através de uma carta pública, mais de 300 judeus sobreviventes e descendentes de sobreviventes do holocausto nazista condenam as ações do governo de Israel contra os palestinos na Faixa de Gaza, a cumplicidade do governo dos Estados Unidos e fazem um chamado a um boicote acadêmico, cultural e econômico de Israel.

“Condenamos inequivocamente o massacre de palestinos em Gaza e a atual ocupação e colonização da Palestina Histórica”, afirmam na carta que foi publicada no site da Rede Internacional Judia Anti-Sionista (International Jewish Anti-Zionist Network). “Condenamos que os Estados Unidos provenham a Israel o financiamento para levar a cabo o ataque”, continuam.

Denunciam o uso fraudulento de seu sofrimento, suas histórias e biografias para promover a desumanização dos palestinos, tal como fez Elie Wiesel, prêmio Nobel da Paz de origem judaica, através de avisos publicados em grandes meios como o The Guardian, em que se acusam sem provas aos palestinos, especificamente o Hamas, de usar crianças como escudos humanos. Os avisos de Wiesel são para “justificar o injustificável: a determinação de Israel em destruir Gaza e o assassinato de cerca de 2 mil palestinos, incluindo centenas de crianças”, afirmam.

Por último, solicitam donativos para publicar a carta no New York Times, com o fim de que tenha mais difusão.

A íntegra da carta:

Como sobreviventes judeus e descendentes de sobreviventes do genocídio nazista, condenamos inequivocamente o massacre de palestinos em Gaza e a atual ocupação e a colonização da Palestina Histórica. Condenamos que os Estados Unidos provenham a Israel o financiamento para levar a cabo o ataque e aos estados ocidentais de maneira mais geral, pelo uso de sua força diplomática para proteger a Israel de ser condenada. O genocídio começa com o silencia do mundo.

Estamos alarmados pela extrema desumanização racista dos palestinos na sociedade israelense, que alcança um pico. Em Israel, os políticos e comentaristas no The Times de Israel e The Jerusalem Post tem pedido abertamente o genocídio de palestinos, e israelenses de direita estão adotando a insígnia neonazista.

Ademais, estamos enojados e indignados pelo abuso de Elie Wiesel de nossa história nessas páginas para promover falsidades utilizadas para justificar o injustificável: a determinação de Israel de destruir Gaza e o assassinato de cerca de 2 mil palestinos, incluindo centenas de crianças. Nada pode justificar o bombardeio dos abrigos da ONU, casas, hospitais e universidades. Nada pode justificar que se prive as pessoas de eletricidade e água.

Devemos elevar nossas vozes coletivamente e usar nosso poder coletivo para por fim a todas as formas de racismo, incluindo o genocídio em curso do povo palestino. Pedimos que se ponha fim de imediato ao cerco e bloqueio a Gaza. Fazemos um chamamento ao boicote econômico, cultural e acadêmico de Israel. O “Nunca mais” deve significar “Nunca mais para ninguém!”

Assinam:

Sobreviventes:

  • Hajo Meyer, sobrevivente de Auschwitz, Holanda.
  • Henri Wajnblum, sobrevivente e filho de uma vítima de Auschwitz de Lodz, Polônia. Vive na Bélgica.
  • Renate Bridenthal, criança refugiada de Hitler, neta de vítimas de Auschwitz. EUA.
  • Marianka Ehrlich Ross, sobrevivente da limpeza ética nazista em Vienna, Áustria. Agora vive nos EUA.
  • Irena Klepfisz, criança sobrevivente do Gueto de Warsaw, Polônia. Agora vive nos EUA.
  • Hedy Epstein, seus pais e outros membros da família foram deportados para o Campo de Gurs e subsequentemente todos pereceram em Auschwitz. Agora vive nos EUA.
  • Lillian Rosengarten, sobrevivente do Holocausto Nazista. EUA.
  • Suzanne Weiss, sobreviveu escondida na França. Sua mãe foi assassinada em Auschwitz. Agora vive no Canadá.
  • H. Richard Leuchtag, sobrevivente . EUA.
  • Ervin Somogyi, sobrevivente e filho de sobreviventes. EUA.
  • Ilse Hadda, sobrevivente do Kindertransport para a Inglaterra. Agora vive nos EUA.
  • Jacques Glaser, sobrevivente , França.
  • Norbert Hirschhorn, refugiado do genocídio nazista e neto de três mortos em Shoah, Londres.
  • Eva Naylor, sobrevivente, Nova Zelândia.
  • Suzanne Ross, criança refugiada da ocupação nazista da Bélgica, dois terços da família pereceram no Gueto de Lodz, em Auschwitz e outros campos. EUA.
  • Bernard Swierszcz, sobrevivente polonês, perdeu os parentes no campo de concentração Majdanek. Agora vive nos EUA.
  • Joseph Klinkov, criança que se escondeu na Polônia. Ainda mora na Polônia.
  • Nicole Milner, sobrevivente da Bélgica. Agora vive nos EUA.
  • Hedi Saraf, criança sobrevivente e filha de sobreviventes de Dachau. EUA.
  • Michael Rice, criança sobrevivente, filho e neto de sobreviventes, tio e primo assassinados, todas as 14 crianças judias restantes em seu colégio na Holanda foram assassinados em campos de concentração. EUA.
  • Barbara Roose, sobrevivente da Alemanha, meia irmã foi assassinada em Auschwitz. EUA.
  • Sonia Herzbrun, sobrevivente do genocídio nazista, França.
  • Ivan Huber, sobrevivente com os pais, mas 3 dos 4 avós foram assassinados. EUA.
  • Altman Janina, sobrevivente do campo de concentração Janowski, Lvov. Vive em Israel.
  • Leibu Strul Zalman, sobrevivente de Vaslui Romênia. Vivem em Jerusalém, Palestina.
  • Miriam Almeleh, sobrevivente. EUA.
  • George Bartenieff, criança sobrevivente da Alemanha e filho de sobreviventes. EUA.
  • Margarete Liebstaedter, sobrevivente, foi escondida por cristãos na Holanda. Vive na Bélgica.
  • Edith Bell, sobrevivente de Westerbork, Theresienstadt, Auschwitz e Kurzbach. Vive nos EUA.
  • Janine Euvrard, sobrevivente, França.
  • Harry Halbreich, sobrevivente, Alemanha.
  • Ruth Kupferschmidt, sobrevivente, passou cinco anos escondido. Holanda.
  • Annette Herskovits, PhD, criança escondida e filha de vítimas. EUA.
  • Felicia & Moshe Langer, sobreviventes da Alemanha, Moshe sobreviveu a cinco campos de concentração, os membros da família foram exterminados. Vive na Alemanha
  • Adam Policzer, criança escondida na Hungria. Agora vive no Canadá
  • Juliane Biro, sobrevivente pelo Kindertransport  para a England, filha de sobreviventes e sobrinha de vítimas. EUA.
  • Edith Rubinstein, criança refugiada, neta de três vítimas, vários outros parentes foram vítimas. Bélgica.
  • Jacques Bude, sobrevivente, mãe e pai assassinados em Auschwitz, Bélgica.
  • Nicole Kahn, sobrevivente, França.

Filhos de sobreviventes:

  • Liliana Kaczerginski, filha de lutadores da resistência do Gueto de Vilna e neta de assassinados em Ponary, Lituânia. Agora vive na França.
  •  Jean-Claude Meyer, filho de Marcel, baleado como refém dos nazistas, sua irmã e pais mortos em  Auschwitz. Agora vive na França.
  • Chava Finkler, filha de sobreviventes do campo de trabalho de Starachovic, Polônia. Agora vive no Canadá.
  • Micah Bazant, filho de um sobrevivente do genocídio nazista. EUA.
  • Sylvia Schwarz, filha e neta de sobreviventes e neta de vítimas do genocídio nazista. EUA.
  • Margot Goldstein, filha e neta de sobreviventes do genocídio nazista. EUA.
  • Ellen Schwarz Wasfi, filha de sobreviventes de Viena, Áustria. Agora vive nos EUA.
  • Lisa Kosowski, filha de sobreviventes e neta de vítimas Auschwitz. EUA.
  • Daniel Strum, filho de um refugiado de Vienna que, com seus parentes, foram forçados a fugir em 1939, seus avós maternos foram perdidos. EUA.
  • Bruce Ballin, filho de sobreviventes, alguns de seus parentes morrerram nos campos, um de seus parentes foi decapitado por Grupo de Resistência Baum. EUA.
  • Rachel Duell, filha de sobreviventes da Alemanha e Polônia. EUA.
  • Tom Mayer, filho de sobrevivente e neto de vítimas. EUA.
  • Alex Nissen, filha de sobreviventes que escaparam masm perderam a família no Holocausto. EUA.
  • Mark Aleshnick, filho de sobrevivente que perdeu a maioiria da família no genocídio nazista. EUA.
  • Prof. Haim Bresheeth, filho de dois sobreviventes de Auschwitz e Bergen Belsen. Londres.
  • Todd Michael Edelman, filho e neto de sobrevivntes e bisneto de vítimas do genocídio nazista na Hungria, Romênia e Eslováquia. EUA.
  • Tim Naylor, filho de sobrevivente, Nova Zelândia.
  • Victor Nepomnyashchy, filho e neto de sobreviventes e neto e parente de várias vítimas. EUA.
  • Tanya Ury, filha de fugitivos da Alemanha Nazist. Neta, bisneta e sobrinha de sobreviventes e mortos em campos de concentração. Alemanha.
  • Rachel Giora, filha de judeus fugitivos da Polônia. Israel.
  • Jane Hirschmann, filha de sobreviventes. EUA.
  • Jenny Heinz, filha de sobrevivente. EUA.
  • Jaap Hamburger, filho de sobreviventes e neto de quatro assassinados em Auschwitz, Holanda.
  • Elsa Auerbach, filha de judeus refugiados da Alemanha Nazista. EUA.
  • Julian Clegg, filho e neto de refugiados da Áustria, parentes da Áustria e Hungria vitimaods em campos de concentração. Taiwan.
  • David Mizner, filho de um sobrevivente, parente de mortos no Holocausto. EUA.
  • Jeffrey J. Westcott, filho e neto de sobreviventes do Holocausto da Alemanha. EUA.
  • Susan K. Jacoby, filha de refugiados da Alemanha Nazista, neta de Buchenwald. EUA.
  • Audrey Bomse, filha de um sobrevivente da limpeza étnica nazista em Viena. Vive nos EUA.
  • Daniel Gottschalk, filho e neto de refugiados do Holocausto, parente de vários mortos no Holocausto. EUA.
  • Barbara Grossman, filha de sobreviventes, neta de vítimas doHolocausto. EUA.
  • Abraham Weizfeld, PhD, filho de sobreviventes que escaparam dos guetos de Warsaw e Lublin. Canadá.
  • David Rohrlich, filho de refugiados de Viena, neto de vítimas. EUA.
  • Walter Ballin, filho de sobreviventes do Holocausto. EUA.
  • Fritzi Ross, filha de sobrevivente, neta de sobrevivente de Dachau.
  • Hugo Rosenbaum, bisneta e sobrinha neta de vítimas. EUA.
  • Reuben Roth, filho de sobreviventes que fugiram da Polônia em 1939. Canadá.
  • Tony Iltis, pais fugiu da Checoslováquia e avó foi morta em Auschwitz. Australia.
  • Anne Hudes, filha e neta de sobreviventes de Viena, Áutria. Bisneta de vítimas que pereceram em Auschwitz. EUA.
  • Mateo Nube, filho de sobrevivente de Berlim, Alemanha. EUA.
  • John Mifsud, filho de sobreviventes de Malta. EUA.
  • Mike Okrent, filho de dois sobreviventes de campos de concentração. EUA.
  • Susan Bailey, filha de sobrevivente e sobrinha de vítimas. Grã Bretanha.
  • Brenda Lewis,  sobrevivente doKindertransport, família dos pais morreram em Auschwitz e Terezin. Vive no Canadá.
  • Patricia Rincon-Mautner, filha de sobrevivente e neta de sobrevivente, Colômbia.
  • Barak Michèle, vilha e neta de um sobrevivente. Vários membros da família mortos em  Auschwitz ou Bessarabia. Vive na Alemanha.
  • Jessica Blatt, filha de crianças refugiados. A família inteira de ambos os avós foram mortos da Polônia. Vive nos EUA.
  • Maia Ettinger, filha e neta de sobreviventes. EUA.
  • Ammiel Alcalay, filho de sobreviventes da Yugoslavia. Vive nos EUA.
  • Julie Deborah Kosowski, filha de crianças que se esconderam para sobreviver. Avós não retornaram de Auschwitz. EUA.
  • Julia Shpirt, filha de sobrevivente. EUA.
  • Ruben Rosenberg Colorni, neto e filho de sobreviventes. Holanda.
  • Victor Ginsburgh, filho de sobreviventes. Bélgica.
  • Arianne Sved, filha de um sobrevivente e neta de vítimas. Espanha.
  • Rolf Verleger, filho de sobreviventes, pai sobreviveu a Auschwitz, mãe sobreviveu à deportação de Berlim para a Estônia. O resto da família não sobreviveu. Vive na Alemanha.
  • Euvrard Janine, filha de sobreviventes. França.
  • H. Fleishon, filha de sobreviventes. EUA.
  • Barbara Meyer, filha de sobrevivente dos campos de concentração da Polônia. Vive na Itália.
  • Susan Heuman, filha de sobreviventes e neta de dois assassinados em uma floresta em Minsk. Vive nos EUA.
  • Rami Heled, filho de sobreviventes, todos os avós e família assassinados pelos alemães em Treblinka, Auschwitz e Rússia. Vive em Israel.
  • Eitan Altman, filho de sobrevivente. França.
  • Jorge Sved, filho de sobrevivente e neto de vítima. Reino Unido.
  • Maria Kruczkowska, filha de Lea Horowicz que sobreviveu ao holocausto na Polônia. Ive na Polônia.
  • Sarah Lanzman, filha de sobrevivente de  Auschwitz. EUA.
  • Cheryl W, filha, neta e sobrinha sobreviventes, avô era membro da Resistência Holandesa. Vive na Austrália.
  • Chris Holmquist, filho de sobrevivente. Reino Unido.
  • Beverly Stuart, filha e neta de sobreviventes da Romênia e Polônia. Vive nos EUA.
  • Peter Truskier, filho e neto de sobreviventes. EUA.
  • Karen Bermann, filha de uma criança refugiada de Viena. Vive nos EUA.
  • Rebecca Weston, filha e enta de sobrevivente. Espanha.
  • Prof. Yosefa Loshitzky, filha de sobreviventes do Holocausto. Londres, Reino Unido.
  • Marion Geller, filha e neta de pessoas que escaparam. Bisneta e parente de vários mortos nos campos. Reino Unido.
  • Susan Slyomovics, filha e neta de sobreviventes de  Auschwitz, Plaszow, Markleeberg e Gueto Mateszalka. EUA.
  • Helga Fischer Mankovitz, filha, sobrinha e prima de refugiados da Áustria, sobrinha de vítima. Canadá.
  • Michael Wischnia, filho de sobreviventes e parente de vários mortos. EUA.
  • Arthur Graaff, filho de membro da Resistência Holandesa e vítima do nazismo. Holanda.
  • Yael Kahn, filha de sobreviventes que escaparam da Alemanha Nazista. Vários parentes pereceram. Reino Unido.
  • Pierre Stambul, filho de lutadores da Resistência Francesa. Pai deportado para Buchenwalk e avós desaparecidos em Bessarabia. França.
  • Georges Gumpel, filho de deportados que morreram em Melk, Áustria (subcampo de Mauthausen). França.
  • Emma Kronberg, filha de sobrevivente do Buchenwald. EUA.
  • Hannah Schwarzschild, filha de um refugiado que escopou da Alemanha Nazista depois do Kristallnacht. EUA.
  • Rubin Kantorovich, filho de um sobrevivente. Canadá.
  • Daniele Armaleo, filho de refugiados alemães. Avós pereceram em Theresienstadt. EUA.
  • Aminda Stern Baird, filha de sobrevivente. EUA.
  • Ana Policzer, filha de uma criança escondida. Neta de vítima. Sobrinha de quatro vítimas e dois sobreviventes. Canadá.
  • Sara Castaldo, filha de sobreviventes. EUA.
  • Pablo Policzer, filho de um sobrevivente. Canadá.
  • Gail Nestel, filha de sobreviventes que perderam irmãos, irmães, pais e primos. Canadá.
  • Elizabeth Heineman, filha e sobrinha de crianças refugiadas, neta de sobreviventes, bisneta e sobrinha-neta de vítimas. EUA.
  • Lainie Magidsohn, filha de criança sobrevivente e vários outros parentes de Czestochowa, Polônia. Vive no Canadá.
  • Doris Gelbman, filha e neta de sobreviventes, neta e sobrinha de vários mortos. EUA.
  • Erna Lund, filha de sobrevivente. Noruega.
  • Rayah Feldman, filha de refugiados, neta e sobrinha de vítimas s e sobreviventes. Reino Unido.
  • Hadas Rivera-Weiss, filha de sobreviventes da Hungria, mãe Ruchel Weiss née Abramovich e pai Shaya Weiss. EUA.
  • Pedro Tabensky, filho de sobrevivente do Gueto de Budapeste. África do Sul.
  • Allan Kolski Horwitz, filho de um sobrevivente. Decendente de muitas, muitas vítimas. África do Sul.
  • Monique Mojica, filha de sobrevivente, parente de várias vítimas assassinadas em Auschwitz. Canadá.
  • Mike Brecher, sfilho de um sobrevivente do Kindertransport e neto de dois que não sobreviveram. UK.

Netos de sobreviventes

  • Raphael Cohen, neto de sobreviventes judeus do genocídio nazista. EUA.
  • Emma Rubin, neta de um sobrevivente do genocídio nazista. EUA.
  • Alex Safron, neto de um sobrevivente do genocídio nazista. EUA.
  • Danielle Feris, neta de uma polonesa que teve a família inteira morta no Holocausto Nazisa. EUA.
  • Jesse Strauss, neto de sobreviventes poloneses do genocídio nazista. EUA.
  • Anna Baltzer, neta de sobreviventes cujos familiares pereceram em Auschwitz (outros foram membros da Resistência Belga). EUA.
  • Abigail Harms, neta de sobrevivente da Áustria. Vive nos EUA.
  • Tessa Strauss, neta de judeus poloneses sobreviventes  do genocídio nazista. EUA.
  • Caroline Picker, neta de sobreviventes do genocídio nazista. EUA.
  • Amalle Dublon, neta e bisneta de sobreviventes do Holocausto Nazista. EUA.
  • Antonie Kaufmann Churg, prima de Ann Frank e e neta de não sobreviventes. EUA.
  • Aliza Shvarts, neta de sobreviventes. EUA.
  • Linda Mamoun, neta de sobreviventes. EUA.
  • Abby Okrent, neta de sobreviventes de Auschwitz, Dachau, Stuttgart e do Geto Lodz. EUA.
  • Ted Auerbach, neto de sobrevivente cuja família morreu no Holocausto. EUA.
  • Beth Bruch, neta de judeus alemães que fugiram para os EUA e bisneta de sobrevivente do Holocausto nazista. EUA.
  • Bob Wilson, neto de um sobrevivente. EUA.
  • Katharine Wallerstein, neta de sobreviventes e parente de vários mortos. EUA.
  • Sylvia Finzi, neta e sobrinha de vítimas assassinadas em Auschwitz, Londres e Berlim. Vive em Londres.
  • Esteban Schmelz, neto de vítima do KZ-Theresienstadt. Cidade do México.
  • Françoise Basch, neta de Victor e Ilona Basch, assassinados pela Gestapo. França.
  • Gabriel Alkon, neto de sobreviventes. EUA.
  • Nirit Ben-Ari, neta de poloneses cuja família de ambos os lados foi assassinada no Holocausto. EUA.
  • Heike Schotten, neta de refugiados da Alemanha Nazista que escaparam do genocídio. EUA.
  • Ike af Carlstèn, neto de sobrevivente. Noruega.
  • Elias Lazarus, neto de refugiados do Holocausto de Dresden, EUA e Australia.
  • Laura Mandelberg, neta de sobreviventes. EUA.
  • Josh Ruebner, neto de sobreviventes. EUA.
  • Shirley Feldman, neta de sobreviventes. EUA.
  • Nuno Cesar Ferreira, neto de sobrevivente. Brasil.
  • Andrea Land, neta de sobreviventes que fugiram da Polônia. Todos os parentes europeus morreram nos campos de concentração da Alemanha e Polônia. EUA.
  • Sarah Goldman, neta de sobreviventes do genocídio nazista. EUA.
  • Baruch Wolski, neto de sobreviventes. Áustria.
  • Frank Amahran, neto de sobrevivente. EUA.
  • Eve Spangler, neta de não sobreviventes do Holocausto. EUA.
  • Gil Medovoy, neta de Fela Hornstein que perdeu a família inteira na Polônia durante o genocídio nazista. EUA.
  • Michael Hoffman, neto de sobreviventes, o resto da família foi assassinada na Polônia durante o Holocausto. Vive em El Salvador.
  • Sarah Hogarth, neta de um sobrevivente cuja família inteira foi assassinada em Auschwitz. EUA.
  • Tibby Brooks, neta, sobrinha, e prima de vítimas dos nazistas na Ucrânia. Vive nos EUA.
  • Dan Berger, neto de sobrevivente. EUA.
  • Dani Baurer, neta de Baruch Pollack, sobrevivente de Auschwitz. Vive nos EUA.
  • Talia Baurer, neta de um  sobrevivente. EUA.
  • Evan Cofsky, neto de sobrevivente. Reino Unido.
  • Annie Sicherman, neta de sobreviventes. EUA.
  • Anna Heyman, neta de sobreviventes. Reino Unido.
  • Maya Ober, neta de sobrevivente e parente  de falecidos em Teresienstadt e Auschwitz. Tel Aviv.
  • Anne Haan, neta de Joseph Slagter, sobrevivente de Auschwitz. Vive na Holanda.
  • Oliver Ginsberg, neto de vítima. Alemanha.
  • Alexia Zdral, neta de sobreviventes poloneses. EUA.
  • Mitchel Bollag, neto de Stanislaus Eisner, que viveu na Checoslováquia antes de ser enviado a um campo de concentração. EUA.
  • Vivienne Porzsolt, neta de vítimas do genocídio nazista. Australia.
  • Lisa Nessan, neta de sobreviventes. EUA.
  • Kally Alexandrou, neta de sobreviventes, Australia.
  • Laura Ostrow, neta de sobreviventes, EUA
  • Anette Jacobson, neta de assassiados na cidade def Kamen Kashirsk, Polônia. Vive nos EUA.
  • Tamar Yaron (Teresa Werner), neta e sobrinha de vítimas do genocídio nazista na Polônia. Israel.
  • Antonio Roman-Alcalá, neto de sobrevivente. EUA.
  • Jeremy Luban, neto de sobrevivente. EUA.
  • Heather West, neta de sobreviventes e parente de outras vítimas. EUA.
  • Jeff Ethan Au Green, neto de sobrevivente que escaparam de um campo de trabalho nazista e se esconderam na floresta da Polônia e Ucrânia. EUA.
  • Johanna Haan, filha e neta de vítimas na Holanda. Vive na Holanda.
  • Aron Ben Miriam, filho e sobrinho de sobreviventes de Auschwitz, Bergen-Belsen, Salzwedel e Gueto Lodz. Vive nos EUA.
  • Noa Shaindlinger, neta de quatrot sobreviventes. Canadá.
  • Merilyn Moos, neta, prima e  sobrinha de vítimas assassinadas. Reino Unido.
  • Ruth Tenne, neta e parente de mortos no Gueto de Varsóvia. Londres.
  • Craig Berman, neto de sobreviventes. Reino Unido.
  • Nell Hirschmann-Levy, neta de sobreviventes da Alemanha. Vive nos EUA.
  • Osha Neumann, neto de Gertrud Neumann, que morreu em Theresienstadt. Vive nos EUA.
  • Georg Frankl, neto do sobrevivente Ernst-Immo Frankl que sobreviveu a um campo de trabalho da Alemanha. Vive na Alemanha.
  • Julian Drix, neto de dois sobreviventes da Polônia, que escaparam do campo de concentração Janowska em Lwow, Polônia. Vive nos EUA.
  • Katrina Mayer, neto e parente de vítimas. Reino Unido.
  • Avigail Abarbanel, neta de sobreviventes. Escócia.
  • Denni Turp, neta de Michael Prooth, sobrevivente. Reino Unido.
  • Fenya Fischler, neta de sobreviventes. Reino Unido.
  • Yakira Teitel, neta de refugiados judeus alemães. Bisneta de sobrevivente. EUA.
  • Sarah, neta de sobrevivente. Holanda.
  • Susan Koppelman, neta de sobrevivente. EUA
  • Hana Umeda, neta de sobrevivente, Warsaw.
  • Jordan Silverstein, neto  de dois  sobreviventes. Canadá.
  • Daniela Petuchowski, neta de sobreviventes. EUA.
  • Aaron Lerner, neto de sobreviventes. EUA.
  • Judith Bernstein, neta de vítimas de Auschwitz. Alemanha.
  • Samantha Wischnia, neta e sobrinha-neta de sobreviventes da Polônia. EUA.
  • Elizabeth Wischnia, neta e sobrinha-neta de três sobreviventes. Tio avô trabalhou para Schindler. EUA.
  • Daniel Waterman, neto de sobrevivente. Holanda.
  • Elana Baurer, neta de sobrevivente. EUA.
  • Pablo Roman-Alcala, neto de criança do kindertransport e sobrevivente. Alemanha.
  • Karine Abdel Malek, neto do sobrevivente sobrevivente Henri Waisman. Marrocos.
  • Elana Baurer, neta de sobrevivente. EUA.
  • Lillian Brown, neta de sobrevivente. EUA.
  • Devin Cahn, neto de sobreviventes. EUA.
  • Daniel Lévyne, neto  de deportado. França.
  • Emilie Ferreira, neta de sobreviventes. Suíça.
  • Chaim Neslen, neta de várias vítimas e amiga de vários sobreviventes. Reino Unido.
  • Ann Jungmann, neta de três vítimas. Reino Unido.
  • Ellie Schling, neta de um sobrevivente. Reino Unido.
  • Danny Katch, neto de sobreviventes. EUA.
  • Elisa Levi, neta de três sobreviventes. EUA.
  • Karen Pomer, neta de membro da reistência holandesa e sobrevivente de Bergen Belsen. Agora vive nos EUA.
  • Gilda Mitchell Katz, neta de sobreviventes, tio e tia assassinados em  Dombrova. Canadá.
  • Smadar Carmon, avós e tio assassinados nos campos. Canadá.
  • Dana Newfield, neta de sobrevivente e parente de várias vítimas. EUA.
  • Ilana Guslits, neta de dois sobreviventes poloneses. Canadá.
  • Gerald Coles-Kolsky, neto de vítimas na Polônia e França. EUA.
  • Lesley Swain, neta e prima de sobreviventes. Reino Unido.
  • Myera Waese, neta de sobreviventes de Bergen Belsen. Canadá.
  • Ronni Seidman, neto de sobreviventes. EUA.
  • Mike Shatzkin, neto de sobreviventes, alguns familiares foram assassinados e outros morreram na revolta do Gueto de Varsóvia. EUA.
  • Nance Shatzkin, neta de sobreviventes, alguns familiares foram assassinados e outros morreram na revolta do Gueto de Varsóvia. EUA.
  • Karen Shatzkin, neta de sobreviventes, alguns familiares foram assassinados e outros morreram na revolta do Gueto de Varsóvia. EUA.
  • Myriam Burger, neta de sobrevivente. EUA.
  • Andre Burger, neto da sobrevivente Myriam Cohn, bisneto de Sylvia Cohn e sobrinho-neto de Esther Lore Cohn, todos assassinados em Auschwitz. EUA.

Bisnetos de sobreviventes

  • Natalie Rothman, bisneta de vítimas do Holocausto em Varsóvia. Agora vive no Canadá.
  • Yotam Amit, bisneto de judeus que fugiram da Polônia. EUA.
  • Daniel Boyarin, bisneto de vítimas do genocídio nazista. EUA.
  • Maria Luban, bisneta de sobreviventes do Holocausto. EUA.
  • Mimi Erlich, bisneta de vítimas do Holocausto. EUA.
  • Olivia Kraus, bisneta de vítimas, neta e filha de uma família que fugiu da Áustria e Checoslováquia. Vive nos EUA.
  • Emily (Chisefsky) Alma, bisneta e sobrinha neta de vítimas de Bialystok, Polônia. EUA.
  • Inbal Amin, bisneta de  uma mãe que escapou com seu filho da miséria. EUA.
  • Matteo Luban, bisneta de sobreviventes. EUA.
  • Saira Weiner, bisneta  e sobrinha de assassinados no Holocausto, neta de sobreviventes. Reino Unido.
  • Andrea Isaak, bisneta de sobrevivente. Canadá.
  • Alan Lott, bisneto de um grande número de parentes perdidos. EUA.
  • Sara Wines, bisneta de um sobrevivente e tataraneta de vítimas. EUA.

Outros parentes de sobreviventes

  • Terri Ginsberg, sobrinha de um sobrevivente do genocídio nazista. EUA.
  • Nathan Pollack, parente de sobreviventes e vítimas do Holocausto. EUA.
  • Marcy Winograd, parente e vítimas. EUA.
  • Rabbi Borukh Goldberg, parente de várias vítimas. EUA.
  • Martin Davidson, sobrinho neto de vítimas que viviam na Holanda. Espanha.
  •  Miriam Pickens, parente de sobreviventes. EUA.
  • Dorothy Werner, esposa de sobrevivente. EUA.
  • Hyman e Hazel Rochman, parentes de vítimas do Holocausto. EUA.
  • Rich Siegel, sobrinho de vítimas que foram presos e baleados na praça de Czestochowa, Polônia. Vive nos EUA.
  • Ignacio Israel Cruz-Lara, parente de sobrevivente. México.
  • Debra Stuckgold, parente de sobreviventes. EUA.
  • Joel Kovel, parentes mortos em Babi Yar. EUA.
  • Carol Krauthamer Smith, sobrinha de  sobreviventes do genocídio nazista. EUA.
  • Chandra Ahuva Hauptman, parentes da família do avô morreram no Gueto Lodz, um primo sobrevivente e vários falecidos em Auschwitz. EUA.
  • Shelly Weiss, parente de vítimas do Holocausto. EUA.
  • Carol Sanders, sobrinha e prima de vítimas do Holocausto na Polônia. EUA.
  • Sandra Rosen, sobrinha-neta e prima de sobreviventes. EUA.
  • Raquel Hiller, parente de vítimas na Polônia. Agora vive no México.
  • Alex Kantrowitz, a maioria da família do pai foi assassinada em Nesvizh, Bielorrússia, em 1941. Vive nos EUA.
  • Michael Steven Smith, vários parentes foram mortos na Hungria. Vive nos EUA.
  • Linda Moore, parente de sobreviventes e vítimas. EUA.
  • Juliet VanEenwyk, sobrinha e prima de sobreviventes húngaros. EUA.
  • Anya Achtenberg, sobrinha-neta, sobrinha e prima de vítimas torturadas e assassinadas na Ucrânia. Vive nos EUA.
  • Betsy Wolf-Graves, seu tio avô atirou em si mesmo na iminência de ser preso pelos nazistas. EUA.
  • Abecassis Pierre, tio avô morreu em um campo de concentração. França.
  • Robert Rosenthal, sobrinho-neto e primo de sobreviventes da Polônia. Vive nos EUA.
  • Régine Bohar, parente de vítimas enviadas a Auschwitz. Canadá.
  • Denise Rickles, parente de sobreviventes e vítimas na Polônia. Vive nos EUA.
  • Louis Hirsch, parente de vítima. EUA.
  • Concepción Marcos, parente de vítima. Espanha.
  • George Sved, parente de vítima. Espanha.
  • Judith Berlowitz, parente de vítimas e sobreviventes. EUA.
  • Rebecca Sturgeon, descendente de sobrevivente do Holocausto de Amsterdã. Vive no Reino Unido.
  • Justin Levy, parente de vítimas e sobrevivente. Irlanda.
  • Sam Semoff, parente de sobreviventes e vítimas. Reino Unido.
  • Leah Brown Klein, nora dos sobreviventes Miki e Etu Fixler Klein, EUA
  • Karen Malpede, esposa de uma criança escondida que fugio da Alemanha. Vive nos EUA.
  • Michel Euvrard, marido de sobrevivente. França.
  • Walter Ebmeyer, sobrinho neto de três vítimas de Auschwitz e um sobrevivente que agora vive em  Jerusalém. EUA.
  • Garrett Wright, parente de vítimas e sobreviventes. EUA.
  • Lynne Lopez-Salzedo, descendente de três vítimas de Auschwitz. EUA.
  • Renee Leavy, 86 vítimas na família de sua mãe. EUA.
  • Steven Kohn, 182 vítimas nas famílias de seus avós. EUA.
  • Dorah Rosen Shuey, parente de várias vítimas e quatro sobreviventes. EUA.
  • Carol Lipton, prima de sobreviventes. EUA.
  • Catherine Bruckner, descendente de judeus tchecos vítimas do holocausto. Reino Unido.
  • Susan Rae Goldstein, carrega o nome da tia avó Rose Frankel, da Polônia, assassinada com vários membros da família. Canadá.
  • Jordan Elgrably, sobrinho de Marcelle Elgrably, assassomada em Auschwitz. EUA.
  • Olivia M Hudis, parente de vítimas de Auschwitz. EUA.
  • Peter Finkelstein, parente de vítimas e sobreviventes, Alemanha.
  • Colin Merrin, descendente  de vítimas judias da Polônia e Bielorrússia. Reino Unido.
Fontes: El Ciudadano e Global Research
Tradução: Maurício Sauerbronn de Moura
Anúncios

Um pensamento sobre “Judeus sobreviventes do holocausto nazista condenam massacre de palestinos em Gaza e a cumplicidade dos EUA

  1. BRAVO!!!! Fico emocionada vendo pessoas nessa idade, depois de tudo que passaram, terem força e coragem de saírem de suas casa para lutar pelos mais fracos.Parabéns. Ainda ontem soube da prisão de uma senhora de 90 anos, sobrevivente do holocausto, na manifestação contra a morte do rapaz negro nos USA. Esses são exemplos que nos fazem seguir….

    Curtir

Comente!

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s