Do Big Bang ao Universo Eterno

A ciência não tem verdades absolutas. Essa é uma máxima muitas vezes esquecida tanto pelos defensores do método científico quanto pelos dogmáticos e religiosos anti-científicos.

A teoria do Big Bang, embora dominante tanto na cosmologia quanto no imaginário popular, não é a única teoria científica para o Universo. Há alguns meses publiquei aqui um texto do físico de plasmas  Eric J. Lerner, autor do livro O Big Bang Nunca Ocorreu. Desta vez publico um trecho do livro Do Big Bang ao Universo Eterno, do físico brasileiro Mário Novello.

Novello é doutor em Física pela Universidade de Genebra, doutor Honoris Causa pela Universidade de Lyon, Professor Emérito do Centro Brasileiro de Pesquisas Físicas. Foi criador do grupo de Cosmologia e Gravitação no CBPF (1976) e do  Instituto de Cosmologia Relatividade e Astrofísica (2003).

Neste livro, Novello expõe de maneira simples um apanhado de modelos cosmológicos, inclusive do Big Bang, enquanto desenvolve os conceitos da Teoria da Relatividade, de Einstein. O trecho escolhido é o prólogo do livro.

Continuar lendo

Deus criou o Universo?

Curiosity é um programa do Discovery Channel. O objetivo do programa é responder “as questões mais desafiadoras da vida”.

Cada episódio escolhe uma pergunta e busca as respostas para ela, revelando os desdobramentos e as novas perguntas que surgem pelo caminho.

O vídeo a seguir é o primeiro episódio da primeira temporada do programa, que foi ao ar em 7 de agosto de 2011. Nele, Stephen Hawking analisa a existência de deuses a partir das evidências conhecidas. Para ele, o que (ou quem) criou o Universo é a questão mais fundamental da humanidade.

Hawking é um físico e cosmólogo britânico, diretor de pesquisa do Departamento de Matemática Aplicada e Física Teórica e fundador do Centro de Cosmologia Teórica da Universidade de Cambridge.

Continuar lendo

O design inteligente e os aliens ancestrais: mais do mesmo deus das lacunas

Os deuses eram astronautas? O mundo foi criado por um deus onipotente e esquizofrênico (é um só, mas tem múltiplas personalidades)? O universo foi criado pelo Monstro de Espaguete Voador começando por uma montanha, árvores e um anão?

Todas as teorias contemporâneas de intervenção divina começam a partir do mesmo ponto: as lacunas. Todas essas teorias partem daquilo que a ciência ainda não conhece para conceber teorias fantásticas sem qualquer evidência. É o que se chama de argumentum ad ignorantiam (argumento da ignorância). Para eles, se a ciência não pode provar uma coisa, então sua teoria fantástica e mágica “com certeza” está certa.

No texto a seguir, Michael Shermer analisa essa estreita correlação entre os deuses aliens e os aliens deuses. Shermer é psicólogo e historiador da ciência, fundador da revista Skeptic (cético) e colunista da revista Scientific American.

Continuar lendo

Stephen Hawkins sobre Deus

“O que eu fiz foi demonstrar que é possível determinar pelas leis da Ciência
o modo como o Universo começou.
Neste caso, não é necessário apelar a Deus para explicar como começou o Universo.
Se isto não prova que Deus não existe,
pelo menos prova que
Deus não é necessário para nada”

Stephen Hawkins

A Relatividade e o Paradoxo dos Gêmeos

Neil deGrasse Tysson é um astrofísico estadunidense. Foi apresentador do programa científico  NOVA scienceNOW e é figura frequente em programas de entrevista. Além de ser um grande propagandeador da ciência, Tyson tem uma extensa carreira acadêmica, sendo pesquisador da formação e evolução estelar, cosmologia e astronomia galáctica. Teve vários cargos em várias instituições de pesquisa e museus e tem vário livros publicados. Neste vídeo, Tysson explica de maneira simples as bases da Relatividade Geral de Einstein e suas consequências teóricas, como o Paradoxo de Gêmeos.

Continuar lendo

Pálido Ponto Azul

Pálido Ponto Azul (Pale Blue Dot) é como ficou conhecida uma fotografia feita pela sonda Voyager 1 em 14 de fevereiro de 1990.

Quando havia completado sua missão de estudar o Sistema Solar, a sonda passou a tirar fotos dos planetas pelos quais havia passado. Essa foto mostra a Terra como um minúsculo ponto (cerca de 0,12 pixel) e foi feita quando a Voyeger estava a cerca de 6 bilhões de quilômetros de distância.

Em 1194, Carl Sagan, que participou da missao Voyager, escreveu um livro chamado Pálido Ponto Azul (Pale Blue Dot: A Vision of the Human Future in Space). Este vídeo é um trecho desse livro.

Assista e comente.

Continuar lendo

Sinfonia da Ciência

O Symphony of Science (Sinfonia da Ciência) é um projeto do músico estadunidense John D. Boswell (conhecido como melodysheep) que, segundo ele mesmo, “tem como objetivo trazer o conhecimento científico e filosófico para o público, de uma nova maneira, por meio da música”.

Usando técnicas de auto-tune, Boswell refaz a mixagem de vários vídeos e programas de TV com suas composições musicais próprias.

Os vídeos apresentam palestras ou programas de renomados cientistas, como Carl Sagan, Richard Feynman, Neil deGrasse Tyson, Bill Nye, e Stephen Hawking.

O resultado é surpreendente e bastante instrutivo. Já são 17 episódios.

Publico abaixo os episódios legendados pelo Canal do 123Calvario no Youtube:

Continuar lendo

O fato mais impressionante do Universo

Este vídeo e baseado na resposta que Neil DeGrasse Tyson deu à revista TIME quando perguntado sobre qual seria o fato mais impressionante do Universo. A criação original é de Max Schlickenmeyer e esta versão foi publicada pelo Tecmundo.


Continuar lendo

Cosmos: uma viagem pessoal

Cosmos - Carl Sagan - Completo e dubladoCosmos: uma viagem pessoal foi uma série de TV exibida nos anos 1980 em 13 episódios. Escrita por Carl Sagan, Ann Druyan e Steven Soter, tinha o objetivo de divulgar a ciência, de conquistar as pessoas para que se interessassem pelo universo.

Em uma linguagem acessível, Sagan desmistificou a ciência e levou o universo a mais de 500 milhões de pessoas em todo o mundo.

Dado o inestimável valor desse documento, publico aqui todos os episódios dublados em português. São 13 horas de conhecimento e de infindável beleza.

Continuar lendo

O materialismo histórico, a física do plasma e o Big Bang

Reproduzo abaixo um texto extraído da Revista A VERDADE, revista teórica da Quarta Internacional (edição nº 15 de novembro de 1995).

Escrito pelo físico estadunidense Eric J. Lerner, o texto ajuda a compreender o método do Livre Pensamento: o materialismo. No caso, o materialismo histórico, desenvolvido e defendido por Karl Marx e Friedrich Engels e utilizado por milhares de estudos acadêmicos e militantes até hoje.

Serve também para demonstrar como, na ciência, não existem verdades absolutas e enfoques diferentes podem chegar a resultados diferentes. No caso, ele explicita a divergência entre duas “escolas” da física (a física de partículas e a física de plasmas) sobre o enfoque do estudo da cosmologia.

Continuar lendo